Felipe Freitas

Nascido no Rio de Janeiro no dia 17 de novembro de 1986, Lipe serve a Deus desde sua infância, quando começou a cantar junto com o coral da sua paróquia (Paróquia São Miguel Arcanjo, em Nova Iguaçu, no RJ). Em seguida participou da banda Verbo Divino, do coral da Prefeitura de Nova Iguaçu e, começou a cantar e animar algumas celebrações juntamente com o Coral Emannuel.

Em 2008, foi ganhando um espaço muito rápido para cantar e, integrando o Ministério Jovem da RCC, foi ao Encontro Nacional de Formação em Brasília, onde recebeu o chamado de entregar-se inteiramente a Deus, quando os jovens cantavam juntos a música “Coração da Noiva” da Comunidade Evangélica Casa de Davi, CBA de Londrina-PR (faixa 10 do CD).

Deus falou explicitamente com ele sobre a gravação do CD, e assim começou a negociar com o estúdio CODIMUC. Em agosto de 2009, Lipe assina os papéis para a produção do primeiro CD e dá início à produção. Em fevereiro de 2010 (quaresma), colocou a voz no CD que ficou pronto em maio e em outubro iniciam as vendas oficialmente seu primeiro e suado CD, “Almas”.

Produzido por Tiago Mattos (CODIMUC) e gravado no estúdio CODIMUC em Cachoeira Paulista-SP, o CD traz 13 canções, sendo 3 de autoria do próprio Lipe, 1 regravação de uma canção da Comunidade Evangélica Casa de Davi (CBA – Londrina) e 9 músicas de compositores como Adelso Freire, Dalvimar Gallo, Adilson Sabará, Tiago Mattos e Nando Mendes. Todas as músicas foram arranjadas pelo arranjador e compositor Adelso Freire, com direção vocal do amigo-irmão e professor de canto do Lipe, Cosme Motta. O CD traz a característica pop-rock, bem jovem, com canções também que proporcionam intensos momentos de oração. Conta também com a participação mais que especial de Cosme Motta, Marcelo Duarte e Aura Lyris.

Todo o projeto gráfico foi realizado pela Lize (CODIMUC) e o fotógrafo Rodolfo Magalhães, responsáveis pela produção gráfica de grandes artistas religiosos como Rosa de Saron, Anjos de Resgate e Netinho. A fim de que o projeto fosse plenamente satisfatório, escolheram a temática da cidade de Blumenau-SC.

Visite já o Website de Lipe Freitas!

Adquira já o seu CD "Almas" clicando aqui.

www.myspace.com/cantorlipefreitas

www.feesom.com/lipefreitas


terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Testemunho da Irmã Themis

video

Não temos do que duvidar. A intercessão mariana é existente.

Eu tenho um testemunho concreto, de uma graça alcançada pela minha mãe. Encontrei uma medalha de N. S. das Graças, com a novena, fiz sem saber o porquê, e no mesmo dia, soube o que se passava com a minha mãe.

Tenho convicção de que Nossa Senhora rogou a Jesus Cristo, mais uma vez, em favor de minha mãe, de minha família. E, assim, se cumpriu a vontade de Deus na hora em que todos os resultados de exame mudaram inexplicávelmente.

Estive na palestra do Pr. Sérgio, aqui no Rio de Janeiro e fiquei impressionado com a sabedoria daquele homem. Ao conversar com uma amiga após a palestra dele, formei exatamente a minha opinião, embasada em tudo o que aprendi e vivi nesses 24 anos. A Igreja (tanto católica, quanto protestante..) deve progredir geométricamente num eixo que englobe quantidade e qualidade. E, aquelas que deixaram de reconhecer a intercessão mariana, deixaram de crescer qualitativamente. E só crescem em quantidade, ou, não crescem.

Eu digo não à orfandade! Eu tenho pai, irmão e mãe! =)

Nunca é Tarde Pra Recomeçar


Grandes amigos!

Meu discernimento vocacional acabou na última semana. E, foi uma dolorida decisão de que eu não continuaria a fazer parte da Congregação dos Operários Cristãos. Aqui, contarei um pouco de como estará a minha missão.

Há 3 anos atrás, decidi deixar estudo, família, emprego, estabilidade pra seguir a Deus. Troquei toda a autonomia e independência que eu tinha, pra buscar a Deus mais de perto. Eu achava que, por estar "mais perto de Deus", na fraternidade, as coisas seriam, talvez, mais fáceis.
Engano meu.

Lá dentro, entendi, aprendi, vivi a vida com Deus bem de perto. Viver a vocação do amor ao próximo, sem limites, certamente é muito difícil. E, eu entrei em um deserto. Mas, ao contrário do que pensam, o deserto é cuidado de Deus conosco. É Deus se aproximando, e deixando você caminhar sob a observação Dele. É quando somos doutrinados e lapiados. E comigo, não foi diferente. Aliás, foi muito semelhante ao que todo religioso passa no período de aspirantado, candidatura e noviciado!


O começo do meu discernimento vocacional caminhar para o lado da vida comum, começou quando, no meio do meu noviciado, meu CD ficou pronto. Minha vida mudou radicalmente. Quando eu tinha que passar dias fora de casa, por conta da missão, ainda que eu não estivesse a vivendo plenamente. Por muitas vezes tentei, fiz o que pude e não pude. E por tantas outras vezes, deixei de cumprir minhas obrigações de religioso.
Mas, no meio desses conflitos e desertos, eu tive sempre uma certeza! A certeza do meu chamado em ir às nações levar o Cristo! Sempre vi, meu chamado de cristão, batizado, de me doar pra Deus.

E isso, certamente, foi o que manteve e o que me mantém no caminho! A comunhão com Cristo, é o que me leva a seguir.
E, aqui, chegou ao fim a minha vida como religioso dentro da congregação. Levo comigo Deus, 4000 CDs e cada um que orou e ora pela minha missão; meu ministério; Carrego a marca da persistência que aprendi a ter com meu formador, de caminhar, sem ver um passo à frente. Levo comigo, cada rosto que passou por minha vida nesse tempo, e, me ensinou a viver, cada um com a sua particularidade.

Entrei na congregação rico de bens materiais, rico de cultura. Deixo a congreção rico de Deus, rico de amor, compreensão, rico de sabedoria, rico da graça, rico de feicidade e, pobre de bens materiais. Mas, aquilo que Deus quer de mim, nesse recomeço, é que eu olhe lá pra frente, como eu sempre fiz. Que eu caminhe rumo ao povo que tem sede de Deus. Mesmo com toda a dor que sinto no meu coração, mesmo com toda a dificuldade que é recomeçar do "0" após 3 anos, é o que irei fazer.

A minha meta é Jesus, meu tudo!
Desde ontem, voltei a morar com minha família biológica. E, no primeiro dia, não dormi. Preocupação faz parte da vida de todo mundo, insônia também. Mas, estou feliz, muito feliz, por saber que não estou sozinho. Sei que minha família me abraça, mesmo com todas as minhas misérias. Sei que tenho um "paizão" na congregação que me formou e instituiu como "religioso". Tenho tantos irmãos que oram pela minha missão, pela minha vida, que vejo que viver da graça de Deus, como tenho vivido, é uma verdadeira vida. E, pra mim, é a melhor parte. Viver da graça.

Agradeço a todos vocês que me acompanham, que acompanham a minha história. Nunca é tarde pra mudar. Recomeçar é uma página virada de um livro, mas, nunca apagada. E, como diz a canção que mais me marca nesse tempo "viver pra mim é Cristo, morrer pra mim é ganho! Não há outra questão, quando se é cristão não se para de lutar".. faço dessas palavras a minha vida. Faço dessas palavras, minha perseverança e motivação! Minha razão de servir.


Bendito e louvado seja Deus, para sempre!